terça-feira, 3 de novembro de 2009

Como um baralho de cartas ou um tigre de papel

A coragem está em assumir uma base de valores sabendo que ela é potencialmente falível e que, ainda durante a vida, podemos vê-la cair por terra, como um baralho de cartas ou um tigre de papel. Não se trata de fé, mas de profissão de fé, de confiança. Pedem-nos sempre, ou és positivo, ou negativo, ou tens ou não tens valores. A vida não é assim. E a sociedade humana falha, muitas vezes, porque não percebe que a vida não é assim.

Sr. Zink

Um comentário:

Diego disse...

Olá

Como eu ganhei mais convites para o orkut, estou disponibilizando para todos os que comentaram no post do meu blog.

Para eu poder te enviar o convite, preciso primeiro que adicione o meu perfil como seu amigo. Assim que fizer, te mando o convite.

Para acessar meu perfil, segue o link ou procure "Polaróides Críticas".

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3072304924179904447

Grande abraço e obrigado pelo comentário.

Diego Reigoto
http://www.polaroidescriticas.com/